sábado, 6 de junho de 2009

ela.

o ar é irrespirável, todos os sentimentos ruins parecem aflorar e ela ficava assim: cansada, mas sem conseguir parar, como se parada, ela estivesse cometendo algum pecado ou alguma cobrança seria feita...ela não gosta de cobranças, não gosta que falem dela. nem pra ela e nem dela. ela não se sente no mundo, os pés não sentem o chão. várias coisas desacontecem e ela fica sem entender. tudo conspira para que sua vida continue assim, sem grandes ou nenhuma emoção. os dias, os meses, os anos passam e ela só deseja que passem mesmo, rumo à alguma coisa que ela não conhece. rumo à alguma coisa quem nem sabe se existe.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ela é uma safada.

vanessa silva disse...

ela é mesmo.

Lalan Bessoni disse...

Meu Deus !!!
Muito bom seus texto, fico só pensando ...
Demais, parabéns.
Soy fan.